JESUS NA TV


Por Letícia Romero

Há uns 40 anos atrás quem tinha uma televisão em casa era praticamente um “milionário”, as pessoas viviam em dificuldades, a maioria delas não tinha TV e quem tinha dispunha de imagens não muito precisas ou descoloridas.
No final do século 20 e inicio do século 21 a TV se popularizou, agora todo mundo consegue comprar e instalar em casa facilmente com a melhor imagem.



Quem quer ter um programa nessa ferramenta, precisa pagar à uma emissora valores exorbitantes, na RedeTV, por exemplo, custa em torno de 30 mil reais a hora.
Portanto alguns “pastores”, com o pressuposto de “pregação do evangelho” se renderam aos programas televisivos. Hoje na maioria dos canais do Brasil se vê uma programação evangélica. Mas isso realmente está contribuindo no avanço do reino de Cristo? Vamos analisar alguns pontos.

Os pastores mais conhecidos de nossa nação tem um programa na TV, e todos vocês já devem ter ouvido os mesmos dizerem que isso é essencial para disseminação de Cristo, que  Jesus é muito mais pregado no meio de muitos por conta da televisão, assim os mesmos suplicam por ofertas para manter seu programa no ar e assim a “obra de Deus” permanecer.

O primeiro ponto que quero que analisemos é que Jesus morreu há mais de 2000 anos e só nos últimos 40 anos a TV se popularizou. Colocando em porcentagem, depois que as boas novas da salvação de Cristo desceu sobre nós, no total de 2 mil anos de pregação somente em 2% desses anos foi utilizada a TV para sua propagação.
Ou seja, parece que Deus não se preocupou muito que sua pregação ficasse prejudicada sem a TV ou qualquer outra tecnologia.

O segundo ponto é, a pregação do evangelho genuíno nunca foi tão bem pregada quanto na época dos Apóstolos, os quais não tinham carros, não tinham televisão, não tinham internet, nem tudo que dispomos hoje, e mesmo assim pregaram sobre vários continentes e ainda eram perseguidos. Portanto confirmo novamente que a pregação do evangelho não será mais ou menos propagada se não tivermos tecnologia.

Mas se temos essa ferramenta, que é a TV não podemos utilizá-la para pregação do evangelho?
Podemos sim, porém o dinheiro que é gasto para manter um programa de televisão ou uma emissora poderia ajudar muitas pessoas a terem alimentos, roupas, casas que é a essência do evangelho de amor ao próximo (e plantar tesouros no céu). Por que esses pastores não abrem mão de gastar todo esse dinheiro em programas de TV e vão para as ruas pregar de casa em casa como Paulo fazia, não existem mais pastores evangelistas? Pastores que andam de cidade em cidade pregando a verdade...

Ah mais vai demorar muito mais!

Então por que Deus demorou tanto para nos dar a tecnologia já que ela seria muito mais rápida na evangelização?

Como eu disse em outros artigos, tudo é questão de prioridade, ser pastor é servir e não ser servido. Pense comigo, Jesus se viesse nos dias de hoje estaria em um programa de TV ou nos subúrbios pregando sua verdade? Ele pegaria esse dinheiro e daria para os pobres ou gastaria para falar na TV? Se fosse para ser assim por que ele não nasceu em uma família influente e rica da época, ou nascesse agora que o mundo todo tem acesso a tudo, poderia convencer e influenciar muito mais! Deus usa as coisas loucas para confundir as sábias.

Paulo viajou entre vários continentes e pregou para milhares de pessoas, por que os pastores de hoje não querem mais sair de suas casas luxuosas, subir os morros, entrar nas favelas ir nas casas das pessoas, ver seus problemas de perto, orar por elas?Infelizmente cada um pula de congregação á congregação pregando aquilo que convém, sem ter intimidade com irmãos, o ego inflou, se tornaram intocáveis e inacessíveis para muitos.

O que quero dizer que a pregação do evangelho nunca será prejudicada se um dia todas as TVs do mundo quebrarem, 98% dos anos que estamos na graça Deus não utilizou dessa ferramenta para que seu evangelho fosse pregado. Nem na Europa, para que os puritanos conhecessem a verdade, nem para que os reformadores vissem o que estava errado, nem para que pregadores chegassem à América e nem para que hoje o evangelho chegasse até nós.

Portanto não se pode dizer que essa é a melhor ferramenta para pregação do evangelho, pois não é.
 

Sem tecnologia nenhuma o evangelho conseguiu chegar até nós.

Porém se alguém prega a verdade do evangelho que leva ao arrependimento, confissão de pecados, negação de si mesmo, e entrega total à Cristo é valido ter um programa na TV, por mais que eu acredite que a pessoa que prega essa verdade se sentirá melhor gastando o dinheiro investindo nas pessoas (verdadeiro templo) do que em um programa televisivo.

O terceiro ponto é, você que analisa as verdades, que sabe quem são os falsos profetas, que conhece a doutrina da salvação em Cristo, analisando esses homens pregarem na TV, você vê algum evangelho? Ou somente psicologia, autoajuda, conquista de bens e riqueza, confissão positiva, milagres e curas sem mudança de vida e negação de si mesmo? Agora me diz o evangelho genuíno de Deus está sendo pregado lá?

Se você analisou e viu que não, então todo dinheiro gasto é em vão, toda fortuna dada às emissoras está fazendo as pessoas que ouvem esses falsos apóstolos se manterem ainda mais no engano, de nada adianta você ajudar um programa de um falso apóstolo que prega a teologia da prosperidade, de nada adianta você ajudar um programa que prega a confissão positiva ou doutrinas de demônios, você não está ajudando da obra de Deus, mas sim ajudando a disseminar o falso evangelho.

Portanto não adianta o pastor chorar na TV, dizer que precisa urgentemente de uma oferta especial para manter a “obra de Deus” para continuar, Deus nunca precisou da TV para disseminar sua palavra, Deus quer que o verdadeiro pastor sirva e cuide das almas fora de uma tela de televisão, a obra de Deus é pregar o evangelho genuíno pregado por Cristo.

Não financie falso evangelho, Jesus não veio nos dar riquezas, se você quer ter uma vida mais confortável, estude e trabalhe, mas isso não tem nada haver com o evangelho da redenção, da salvação da alma, não se apegue à dinheiro e a bens, tudo isso se vai a traça e ferrugem consomem, plante tesouros no reino de Deus que é amar o próximo, ajudar as pessoas, perdoar, pagar o mal com o bem, volte-se para simplicidade do evangelho.


Pregar para uma única  pessoa o evangelho verdadeiro vale muito mais que pregar para multidões na TV um evangelho falso que levam muitos para um atalho e no final para condenação.

3 comentários:

Anônimo disse...

"Enganação, Enrolação= que chamam de pregação" na TV é um deserviço ao evangelho.

João Cardoso disse...

Concordo plenamente com o Blogger, os pregadores de TVs só pregam prosperidade, e o pior eles pedem arrecadação para manter os programas. isto na lei dos homens chama-se extorção, o que levam eles a se defenderem é a palavra doação. Assim eles compram fazendas, Jatinhos e Helicópteros, sem contar propriedades fora do país. Baseando no versículo:- Ovelha gera ovelha, eles querem que voce convide outras pessos a vir à igreja; claro que isto é preciso, mas pelo fato deles fazerem mau uso do dinheiro, torna-se difícil convencer alguém vir para a igreja. O que mais ouvimos é a Frase:- Eu ir a igreja pro pastor andar de carrão?
Sem mais comentário.

João Cardoso disse...

O irmão Anônimo acertou no Alvo, isto mesmo Enganação