O PROBLEMA DE NÃO IR AOS TEMPLOS



Por Letícia Romero

A cada dia vemos dados e fatos de pessoas que não estão dentro de instituições religiosas, mas se consideram cristãs, esse não é um fato isolado de um ou dois grupos de "revoltados" que não querem estar de baixo de uma "autoridade eclesiástica" mas nos últimos 10 anos o crescimento de pessoas que servem a Deus fora desses templos cresceu espantosamente, segundo o site Genizahvirtual, nos dez anos separando os censos de 2000 e 2010 o numero de evangélicos sem vinculo denominacional partiu de pouco mais de um milhão de pessoas chegando a impressionantes 9.218.129 (9 milhões...) de cristãos brasileiros. Um crescimento de mais de 780%. Mas não são a maioria.




O revés disso tudo são as heresias que podem surgir nesses grupos externos, porém esse mesmo problema também acontece dentro de muitos templos atuais, vamos entender. Jesus nos advertiu sobre outro evangelho que seria pregado e enganariam, se possível fosse, até os escolhidos, porém ninguém para para ver o que é pregado dentro desses templos, ninguém compara o que o pastor (que hoje é reverenciado quase como um papa), fala com o que Jesus falou e vão seguindo esses líderes sem julgar suas atitudes ou seus frutos.





Fora temos esse mesmo problema, grupos que se reúnem e criam sua doutrina, que podem ser totalmente errada com o que Jesus falou.  O inverso também é verdadeiro, do mesmo jeito que existem templos que pregam a verdade do evangelho, existem também grupos que vivem o verdadeiro evangelho pregado por Jesus. Mas por que há tanta resistência em reconhecer pessoas que não frequentam templos como cristãs?

Não sei, até por que se baseando no encontro de Jesus com a mulher samaritana que o questionava onde eles deveriam adorar, por que essa era uma questão de discordância frequente entre os samaritanos que defendiam que Deus só deveria ser adorado no monte, e os judeus que defendiam que Deus só poderia ser adorado em Jerusalém (a mesma questão perdura até hoje, se devemos adorar a Deus em casa ou nos templos), mas Jesus da uma resposta surpreendente:

"Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem."

Bem não vi nada neste versículo falando que tem que ter um lugar específico para adorar a Deus. Em espírito e em verdade se remete à vida, viver o evangelho, ou seja, Jesus não deu importância para frequência de templos aqui. Ou então ele poderia ter falado:

"Samaritana, vocês dois estão errados, não se deve adorar no monte nem em Jerusalém, mas futuramente vocês todos só vão poder adorar dentro do templo, se não me servirem lá, não considerarei nada do que fizerem.".

Não foi isso que Jesus falou.

Hoje vejo muitos evangélicos condenando quem não frequenta uma instituição, lançando-os no inferno, por não estarem debaixo de uma autoridade de um pastor, alem de outras questões, e isso não deveria acontecer, pessoas que saem dos templos não sairam por que se decepcionaram com cargos ou não aguentaram a imperfeição do pastor, pessoas saem dos templos por causa da APOSTASIA.

Todo mundo tem a Bíblia na mão, leem sobre apostasia, mas não entendem. Você acredita que Jesus está voltando? Os sinais estão ai, porém Jesus disse que nos últimos dias a igreja se apostataria da fé, porém os que estão fora acham que quem se apostatou são os de dentro e os de dentro acham que quem se apostatou são os de fora, quem está certo?Vamos analisar isso mais profundamente.

Primeiro começo com uma pergunta:
Jesus veio criar religião? Se sua resposta for sim, sugiro ler os 4 evangelhos minuciosamente e com bastante calma, até por que o que Jesus mais condenava no seu ministério eram os religiosos, o judaismo, que se você perceber bem foi uma religião consolidada na época de Moisés, com o aval de Deus, como ir contra uma religião dessas?

Jesus em seu ministério, pregou o amor e desmistificou todo o peso que a religião colocava sobre as pessoas, deixando-as livres, pregando o arrependimento e a vida com ele. Depois de sua morte os apóstolos saíram pelo mundo pregando sua palavra, convertendo uns aqui, outros ali, que se reuniam na casa de um e de outro e foram crescendo, existiam lideres sim (verdadeiros e falsos) a quem Paulo sempre advertiu. Paulo parabenizou a igreja de Beréia que sempre analisava tudo o que era ensinado, para ver se batia com as palavras de Jesus (O que pouco é feito hoje), porém não tinha uma instituição, eram igrejas nas casas, Éfeso, Filadélfia, Laodicéia, em que se reuniam amigos e família, onde uns ajudavam os outros para que todos tivessem a mesma quantidade de coisas, vivendo em amor, uns serviam aos outros.

Não existia a religião evangélica, nem tampouco a católica, nem Jesus, nem os apóstolos fundaram religião, eles pregavam a verdade do evangelho por onde passavam.




Depois de passarem por perseguições diversas no ano de 312 D.C O imperador romano Constantino se converteu ao cristianismo, após uma visão que teve no céu, e logo depois de uns anos se institucionalizaram, assim formando a igreja católica romana que perdurou e liderou boa parte da idade média.

Nem vou falar dos erros doutrinários que essa religião trouxe para o evangelho, por que na história todo mundo vê, porém existiram pessoas que não concordavam com essa religião vigente e não iam aos templos, faziam seus cultos em casa, e serviam a Deus fora dos padrões católicos,  e muitos foram perseguidos e mortos por conta disso, tudo isso por que o papa achava que somente através da igreja católica se alcançava a salvação, fora dela isso era impossível (alguma coincidência?).

Depois de longos árduos anos de pessoas sendo mortas por não participarem da religião vigente, em 1517 Lutero através de suas 95 teses iniciou um movimento que resultou na criação da religião evangélica, apoiado pelos burgueses e pela elite essa religião ganhou força e assim surgiu sendo mais uma opção.

Porém essa mesma religião ressurgente, com o intuito de reforma e de mudança conseguiu no inicio tentar voltar às origens da igreja primitiva e da simplicidade do evangelho, mas com o passar dos anos foi ficando cada vez mais parecida com sua mãe e progenitora a religião católica.

Você não acha?

A religião católica tem como o papa o líder inquestionável de sua religião.
Se baseando que o mesmo é a representação de Deus na terra.
A religião evangélica tem como o pastor o líder inquestionável de sua religião.
Se baseando nos versículos de apocalipse que fala que o mesmo é o "anjo da igreja" e ainda se baseiam no versículo em que Davi diz que não se pode tocar no "ungido do Senhor", se referindo a Saul, para se reafirmarem na sua inquestionabilidade.

A religião católica tem liturgias em seus cultos, que dificilmente são quebradas.
A religião evangélica também.

A religião católica tem o dia sagrado para ir a "casa de Deus".
A religião evangélica também.
Mesmo Jesus tendo rasgado o véu, nos dado acesso livre, ter destruido o templo, seus apóstolos pregavam incessantemente que Deus não habitava em templos (Estevão foi até apedrejado e morto por ter falado isso).

Insistem em falar que esta é a casa de Deus.

Jesus respondeu, e disse-lhes: Derribai este templo, e em três dias o levantarei. João 2:19

Mais ou menos 70 anos depois da morte de Jesus o imperador Nero entrou em Jerusalém e destruiu o templo, por que Jesus não impediu isso se era tão importante?



No versículo acima vemos Jesus falando que derrubaria o templo e o reconstruiria em 3 dias, isso remete a ressurreição, ou seja, depois de sua morte ninguém necessitaria de um lugar específico para adorar, mas o templo seria seu proprio corpo.

"Não sabei vós que sois templo de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós é santo" (1 Co 3.16, 17).

 "Acaso não sabem que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo que habita em vocês, que lhes foi dado por Deus, e que vocês não são de vocês mesmos?" 1 CO 6:19

Bem então por que há tanta resistência com os ditos "sem templos" ou pejorativamente chamados de "desigrejados".

Primeiro é a falta de conhecimento do que é a igreja. Quando se fala a palavra IGREJA, você logo pensa naquela estrutura com uma cruz em cima com paredes, porta e diversas janelas.



Mas isso não é a igreja de Jesus e nem o corpo de cristo.
Igreja de Jesus é a noiva que será resgatada na sua vinda, quem é a noiva? São todas as pessoas que estão espalhadas pela face da terra que servem a Jesus e seguem seus mandamentos, onde estiverem. Ou você só acha que os evangélicos serão salvos?

Se você acha isso está condenando todos os apóstolos, a igreja primitiva, todas as pessoas que viveram a idade média antes de 1517 ao inferno, por que até a reforma não existia religião evangélica.

Você acha que ser evangélico é a religião certa? Existe religião certa? Existem milhares de religiões espalhadas pelo mundo, que sorte a sua não?

Jesus virá buscar quem serve a ele, e vai separar os seus escolhidos onde estiverem, será que um Deus tão poderoso, que criou o céu, terra e universo, vai limitar os seus servos a só quem pertence a uma religião?....

Dentro ou fora do templo você continua sendo igreja, você continua sendo servo, você continua sendo habitação de Deus, até por que os que frequentam os templos passam a maior parte do tempo mais fora deles, do que dentro, trabalhando, estudando, estando com a família. 

Mas sabe realmente qual é o grande problema? São os dogmas e liturgias da religião evangélica herdadas da católica.

Com certeza você templocentrista ao ler esse artigo está se perguntando, mas e a ceia? e o batismo? e o dízimo? comunhão? e a autoridade espiritual na sua vida? Se você ainda não leu a minha apostila sobre a igreja sugiro clicar nessa página e se aprofundar mais: 
http://questioneedescubra.blogspot.com.br/p/igreja.html

Se já está nos chamando de heréticos e inconstantes, então não tenho muita coisa para te dizer.

Mas concluindo e respondendo a pergunta do nosso título, não há problema algum em não se ir a templos, conheço grupos que se reúnem, cultuam a Deus, aprendem mais de sua palavra e vivem o evangelho de cristo, do mesmo jeito que conheço igrejas evangélicas que seguem o que Jesus falou, mas não posso taxar que todo evangélico é herético do mesmo jeito que não posso taxar que todo "sem templo" é herético, quem serve a Jesus reconhecerá o outro como irmão.

Eu não frequento templos, mas me considero uma cristã, serva de Deus, no meu trabalho sou reconhecida assim e irmãos evangélicos que veem minha vida me reconhecem do mesmo jeito, por que servimos ao mesmo Deus, de amor.


Um comentário:

João Cardoso disse...

Não deixemos de congregar, como é costume de alguns; antes, façamos admoestações e tanto mais quanto vedes que o Dia se aproxima. (Hebreus 10:25) Este Dia se refere a volta de Cristo.
Baseando neste testo em Hebreus, posso afirmar que é muito importante estarmos ligado a uma Igreja, mas claro que tem que ser uma que tenha como regra de Fé A Bíblia.
Se bem que estou em parte concordando com as explicações da Irmã Letícia Romero.
A Igreja é o Hospital. Jesus é o Médico.
Obrigações da Igreja:- Tratar de enfermos espirituais, ajudar os necessitados principalmente os órfãos e viúvas. Infelizmente as igrejas evangélicas de hoje não fazem nenhuma obra social, que tristeza.
Prestem bem atenção, tanto esta igreja Católica Apostólica Romana quanto as Protestantes Evangélicas não são Igrejas dos Apóstolos (Primitiva) . Jesus disse a Pedro:- Tu és Pedro que quer dizer pedra a ti entregarei as chaves da Igreja e o Inferno não prevalecerá sobre ela. Mas não fez de Pedro um Papa. Os apóstolos pregavam e curavam. Os seguidores de Jesus foram chamados de Cristão pela primeira vez na cidade de Antioquia da Síria, a partir dai iniciou-se a igreja de Jesus através dos apóstolos e aos demais seguidores. Foram perseguidos até o ano 312 quando Constantino um imperador de Roma se converteu ao Cristianismo, e com isto deixaram de serem perseguidos.
A história é muito longa, mas a igreja perdeu a sua essência (pureza). Após a reforma da Igreja por Martinho Lutéro, houve a divisão da Igreja:- Católicos Apostólicos Romanos que seguem as ordens do Papa, a igreja com imagens e esculturas;- Igrejas Evangélica (crentes protestantes) igrejas que seguem as doutrinas dos apóstolos sem adorar imagens e esculturas.
Fica difícil hoje indicar alguma Igreja. O que eu posso recomendar é que o leitor procure uma igreja próxima a sua casa desde que tenha como regra de Fé a Bíblia.
Mas nada impede que nós façamos reunião e formar uma igreja em qualquer casa de um irmão. A nossa Constituição a partir de 1988 autoriza qualquer pessoa a abrir uma igreja..
Deixo aqui meus email caso alguém queira formar uma igreja, eu tenho um bom projeto.
João Guardiano Cardoso:- Email guardiano.seguranca@gmail.com